Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Resgatada cadela que estaria acorrentada há oito anos

Animal foi resgatado com a ajuda da PSP.

Uma cadela da raça São Bernardo que estaria há oito anos acorrentada a uma árvore numa propriedade desabitada na Madeira foi resgatada esta semana pela associação Ajuda a Alimentar Cães, com o auxílio da Polícia de Segurança Pública.

“Oito anos presa. Oito anos sem saber o que é a liberdade”, conta a associação num testemunho partilhado através das redes sociais. A cadela foi encontrada “muito magra e com poucas forças” e, após um primeiro exame no Hospital Veterinário da Madeira, apresenta febre e sobre de dirofilariose (uma doença cardíaca canina provocada por um parasita). 

A associação está agora a pedir donativos monetários para financiar o tratamento do animal.

Em 2018, os inquéritos-crime por abandono e maus tratos a animais subiram 20,6% para um total de 532 processos.

O estatuto jurídico dos animais, que os reconhece como seres vivos dotados de sensibilidade e os autonomiza face a pessoas e coisas, foi publicado em Março de 2017 em Diário da República e entrou em vigor a 1 de Maio desse ano. A legislação que alterou o Código Civil, segundo o qual os animais eram “coisas”, resultou de projectos de lei do PS, PAN, PSD e BE, que foram aprovados por unanimidade na Assembleia da República.