Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

INEM vai contratar 150 técnicos de emergência pré-hospitalar em Julho

Com estes novos 150 profissionais, o INEM vai passar a contar com um total de 1093 trabalhadores da carreira especial de técnicos de emergência pré-hospitalar.

PAULO PIMENTA

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) anunciou esta quinta-feira que vai contratar em Julho 20 profissionais e vai abrir em breve um concurso para mais 130 técnicos de emergência pré-hospitalar.

O INEM adianta, em comunicado, que o Governo autorizou a contratação imediata de 20 novos técnicos de emergência pré-hospitalar (TEPH) através de “recurso à bolsa de recrutamento remanescente do concurso anterior, situação que será concretizada já no próximo mês de Julho”.

Será ainda aberto um novo concurso que prevê o preenchimento de mais 130 lugares desta categoria profissional no mapa de pessoal do INEM.

Com estes novos 150 profissionais, o INEM vai passar a contar com um total de 1093 trabalhadores da carreira especial de técnicos de emergência pré-hospitalar, refere o comunicado.

O INEM adianta que estes profissionais, que actuam no âmbito da emergência Médica, nomeadamente em ambiente pré-hospitalar, são “fundamentais para a rede de emergência médica do país porque asseguram a primeira resposta às situações de emergência médica pré-hospitalar”.

“A sua acção pode ser determinante para a sobrevivência de pessoas vítimas de doença súbita ou de trauma”, sublinha, adiantando que a actividade dos TEPH inclui o exercício de funções nos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) e o transporte assistido de doentes urgentes e/ou emergentes.

O INEM recorda que foi publicado em Abril de 2016 o decreto-lei que procedeu à revisão da carreira de técnico de ambulância de emergência do INEM e criou e definiu o regime da Carreira Especial de Técnico de Emergência Pré-Hospitalar.