Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Sá Pinto não espera um Sporting ferido

Treinador do Sp. Braga entende que os “leões” mereciam ter vencido na Madeira e não acredita em facilidades no regresso a Alvalade.

LUSA/HUGO DELGADO

O treinador do Sp. Braga, Ricardo Sá Pinto, considerou este sábado que o Sporting não está ferido e previu um jogo de “exigência máxima” na deslocação a Alvalade, na segunda jornada da I Liga de futebol.

Os “leões” ainda não venceram esta temporada, ciclo negativo que já vem da pré-época, tendo sido goleados na Supertaça pelo Benfica (5-0) e empatado na Madeira, diante do Marítimo (1-1), na primeira ronda do campeonato, mas o técnico dos minhotos disse esperar um adversário “a querer ganhar”.

“Não considero que o Sporting esteja ferido, considero o Sporting uma grande equipa, colectiva e individualmente, tem excelentes jogadores e até acho que o último resultado é injusto, merecia ter vencido”, disse o treinador na antevisão da partida.

Por isso, Sá Pinto disse “prever um jogo muito difícil, diante de uma equipa que quer ganhar, e ainda não triunfou esta época, mas está desejosa de conseguir outro resultado”.

“Espero um Sporting com uma entrada forte em jogo, pressionante, a querer marcar cedo. Da nossa parte, iremos tentar fazer o melhor jogo e o melhor resultado possível”, disse.

O técnico frisou “o início de época muito desgastante: vamos para o nosso quarto jogo em dez dias. Depois teremos cinco em 15 dias. É muito exigente para nós. Gostávamos de estar mais frescos - em termos mentais estamos - e de ter mais tempo para preparar este jogo”, lamentou.

Sá Pinto disse ainda que este início de temporada, com um pleno de vitórias nos jogos oficiais e apuramento para o play-off da Liga Europa, não está a exceder as suas expectativas: “estamos ao nível que pensei que podíamos estar”.

Com um passado como jogador, dirigente e treinador do Sporting, Sá Pinto admitiu a ligação em relação ao clube “leonino”, mas frisou ser “um profissional do Sporting de Braga com uma missão difícil e exigente (...) de ajudar o clube a ter êxito”.

Bas Dost está de saída para os alemães do Eintracht Frankfurt, mas Sá Pinto desvalorizou a ausência do ponta de lança holandês no Sporting.

“O Luiz Phelipe parece-me ser um avançado que está mais em forma e tem mais mobilidade, é mais difícil de marcar e tem facilidade de remate com os dois pés”, elogiou.