Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Duelo de milhões entre el portugués e il portoghese

João Félix ultrapassou, há poucos dias, o valor de mercado de Cristiano Ronaldo. Admiradores de um e de outro terão muito por que torcer nesta noite.

Os colegas de selecção defrontam-se na Champions LUSA/RODRIGO ANTUNES

Cristiano Ronaldo. João Félix. Para os portugueses, serão estes os nomes a seguir na segunda noite de Liga dos Campeões. É certo que o PSG-Real Madrid adoça o apetite da Europa, em geral, e que o Shakhtar Donetsk-Manchester City e o Olympiacos-Tottenham agradarão aos portugueses, em particular, mas pouca atenção sobrará para estes jogos quando há, em Madrid, a partir das 20h, uma “batalha lusitana”, com Félix de um lado e Ronaldo do outro.

E para quem gosta da disputa dos números, este jogo tem um significado especial: Félix ultrapassou, há poucos dias, o valor de mercado de Ronaldo – avaliação do site Transfermarkt –, pelo que os mais fervorosos “ronaldistas” e “felixianos” terão muito por que torcer nesta noite. Os restantes terão, à partida, bom futebol para ver.

No jogo jogado, boa parte das expectativas de Atlético de Madrid e Juventus estarão depositadas nos jogadores que partilharam o ataque de Portugal no último jogo da selecção nacional. Para o mais jovem, Félix, esta será, porventura, a grande “prova de fogo” do “menino” recentemente contratado ao Benfica, já que os espanhóis estarão sedentos para ver o que vale o dispendioso reforço no contexto europeu. E, 27 anos depois do melhor Futre, muito quererá o Atlético voltar a ter um el portugués e mostrar ao mundo por que motivo pagou 126 milhões de euros para o ter.

Do outro lado, de regresso a Madrid, Ronaldo quer entrar na Champions de forma bem diferente do ano passado: também frente a espanhóis, mas de Valência, Ronaldo foi expulso aos 29 minutos e a consequente suspensão hipotecou o pecúlio goleador do português na restante prova – foi o terceiro melhor marcador, com “apenas” seis golos.

Se o registo histórico conta para algo, então dificilmente Ronaldo pediria melhor adversário para esta temporada: o Atlético é a equipa em prova que mais golos sofreu de Ronaldo (22) e, a nível mundial, apenas Sevilha e Getafe (ausentes da Champions) têm mais “razões de queixa” do português.

Nem “Atleti" nem “Juve" deverão, no entanto, entrar no Wanda Metropolitano de “peito feito”. O Atlético vem de uma derrota frente à Real Sociedad, na Liga espanhola, e demora a “carburar”, enquanto a Juventus, apesar de ainda não ter perdido, continua sem encantar na Liga italiana.

O empate a zero frente à Fiorentina, no fim-de-semana, não significou, apenas, a perda de dois pontos, mas também a provável perda de Pjanic, Douglas Costa e Danilo, todos por lesão – e tem sido clara a influência de Pjanic no futebol pretendido por Sarri e a importância de Douglas Costa como principal desequilibrador na equipa.

Já Diego Simeone não poderá rir-se do azar alheio, porque Jan Oblak não deverá ir a jogo, bem como Morata e Partey, que reduzem as possibilidades de mexidas a partir do banco.

Nem parece noite de choque de “tubarões"

Nos restantes jogos, o Shakhtar, de Luís Castro, recebe, na Ucrânia, o Manchester City, de Bernardo Silva e João Cancelo. E o clube de Donetsk segue num início de temporada tremendo: precisou de apenas sete jornadas para cavar um fosso na liga interna e, invicto, já tem sete pontos de vantagem para o segundo classificado.

O City, por outro lado, parece já ter tido mais “saúde”. Já empatou e já perdeu, em apenas cinco jornadas de Liga inglesa, e, depois de dois títulos internos, os milionários de Manchester estão, como PSG ou Juventus, em pleno período de afirmação europeia. A entrada na Champions não é, portanto, uma trivialidade.

Na Grécia, o Olympiacos, de Pedro Martins, recebe o finalista do ano passado, o Tottenham, num jogo no qual não terá o português Rúben Semedo, lesionado, mas poderá chamar José Sá, Bruno Gaspar e Daniel Podence.

Com Félix vs Ronaldo, Luís Castro vs Bernardo e Cancelo e Pedro Martins vs. Tottenham nem parece que, em tese, o jogo de maior cartaz desta noite é outro. Mas haverá um PSG-Real Madrid, em França, num duelo de “tubarões”.

Calendário

Grupo A

Club Brugge- Galatasaray – 17h55; PSG-Real Madrid – 20h.

Grupo B

Olympiacos-Tottenham – 17h55; Bayern Munique-Estrela Vermelha, 20h.

Grupo C

Dínamo Zagreb-Atalanta – 20h; Shakhtar Donetsk-Manchester City – 20h.

Grupo D

Bayern Leverkusen-Lokomotiv Moscovo, 20h; Atlético de Madrid-Juventus – 20h.