Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

A porta foi aberta por Obama e escancarada por Trump. É certo que o recuo do presidente americano, que promete não separar as crianças dos pais, é “muito importante”. Mas não chega, diz Lisa Matos, que já trabalhou naquela fronteira e viu coisas que não pode esquecer. “As pessoas fogem porque não têm outra escolha”.