Todos os artigos são redigidos segundo o português escrito em Portugal e não adoptam o novo Acordo Ortográfico.

Inaugurado no ano da Revolução, o Aleixo foi morada dos imaginários de gente pobre da Ribeira. Ali se fizeram amizades e casamentos. Filhos, netos, bisnetos. A vida normal. Depois, veio a droga e corrompeu-lhe os sonhos. Tomou-se a parte pelo todo. Deu-se a sentença do fim. Breve viagem pelas delicadezas e desgraças de um bairro onde cidade e país se podem ver ao espelho

Treze anos depois de ter arrancado, a reforma dos cuidados de saúde primários vai avançando lentamente em todo o país. Portugal está transformado numa manta de retalhos e num mar de siglas. Há pessoas que continuam a ter de fazer fila pela manhã à porta de centros de saúde instalados em velhos edifícios habitacionais para garantirem vaga para o próprio dia. E há outras que são atendidas em menos de meia hora, em espaços amplos e modernos. São dois modelos que coexistem numa distância de apenas dois quilómetros, bem no centro de Lisboa.